loading

Por que preciso de terapia do assoalho pélvico?

Disfunção de assoalho pélvico músculos é um problema generalizado que afeta cerca de um quinto da população mundial. Muitas vezes, após a gravidez e o parto, com predisposição genética, no contexto de um estilo de vida sedentário, bem como durante a menopausa, esses músculos perdem o tônus. Não é uma ameaça à vida, mas torna tudo muito mais complicado. Se você sofre de problemas no assoalho pélvico, pode pensar que a cirurgia é a única opção. Mas isso não. A fisioterapia também pode ser uma opção de tratamento do assoalho pélvico.

Qual é o assoalho pélvico? 

Os músculos do assoalho pélvico ou, como também são chamados, os músculos íntimos são importantes para o corpo. Esses músculos íntimos estão localizados na região perineal e são uma placa muscular esticada entre o osso púbico e o cóccix. Nesta peculiar rede muscular estão localizados órgãos pélvicos, bexiga, reto, próstata nos homens, útero nas mulheres 

A principal função da musculatura do assoalho pélvico é fornecer sustentação e sustentação aos órgãos internos. Eles sustentam os órgãos pélvicos em uma posição fisiológica normal, proporcionam um trabalho de parto de qualidade e participam dos processos de micção e defecação. Além disso, os músculos íntimos participam do trabalho dos esfíncteres da uretra e do reto. Esses são os músculos que você usa para reter a urina e os gases, inclusive quando você faz exercícios, ri ou espirra.

As contrações dos músculos do assoalho pélvico podem ser controladas pela força de vontade, mas geralmente se contraem inconscientemente, coordenam-se com os músculos abdominais profundos e das costas e com o diafragma e ajudam a controlar a pressão abdominal durante o exercício. Idealmente, a pressão intraabdominal é regulada automaticamente. Se algum dos músculos corticais, incluindo os músculos do assoalho pélvico, estiver enfraquecido ou danificado, a coordenação automática será prejudicada. Então, em situações em que a pressão intraabdominal aumenta, existe a possibilidade de sobrecarga do assoalho pélvico, ele enfraquece e a pressão diminui. Se isso acontecer repetidamente, a pressão sobre os órgãos pélvicos aumenta com o tempo, o que pode levar à perda do controle da bexiga ou do intestino ou ao prolapso dos órgãos pélvicos.

Para funcionar como parte do córtex, os músculos do assoalho pélvico devem ser flexíveis, o que significa que podem não apenas contrair e manter a tensão, mas também relaxar. A tensão constante pode fazer com que os músculos percam flexibilidade e fiquem muito rígidos, e a rigidez muscular do assoalho pélvico geralmente é combinada com fraqueza, o que pode causar incontinência urinária, dor pélvica, dor durante a relação sexual e dificuldade para urinar.

why do i need pelvic floor therapy

Por que eu precisaria de terapia do assoalho pélvico?

O tratamento do assoalho pélvico é muito importante, pois se a função do assoalho pélvico estiver prejudicada terá um grande impacto na vida.

O enfraquecimento dos músculos do assoalho pélvico leva à abertura da vagina quando as coxas estão abertas e ao empurrar. Através da vagina aberta pode facilmente penetrar a infecção, o que contribui para o desenvolvimento de colite e vulvovaginite. Abrir a fenda muitas vezes leva à secura e atrofia da mucosa vaginal. Tudo isso afeta negativamente a vida sexual das mulheres.

A secura e a atrofia da mucosa vaginal reduzem sua sensibilidade como zona erógena, o que dificulta o orgasmo da mulher. O parceiro sexual também não sente prazer suficiente, pois uma vagina larga não proporciona contato próximo com os órgãos genitais durante a intimidade. O homem pode ter problemas de ereção por causa disso.

Além da deterioração da qualidade das relações sexuais, ao longo do tempo ocorrem sintomas desagradáveis ​​​​como incontinência urinária ao tossir, rir, empurrar, atividade física, necessidade de ir ao banheiro com frequência ou urgência. Cientificamente, é chamada de incontinência urinária de esforço. Além disso, se a condição do assoalho pélvico piorar, ocorre prolapso das paredes da vagina e da uretra, prolapso do útero, prolapso do reto, violação do esfíncter do ânus. Não é incomum que o prolapso de órgãos pélvicos cause o desenvolvimento de dor pélvica crônica.

Além disso, os seguintes fenômenos ocorrerão:

  • Incontinência de gases e conteúdo intestinal.
  • Dificuldade em esvaziar a bexiga ou intestino.
  • Prolapso de órgãos internos. Nas mulheres, é sentida como uma protuberância na vagina ou uma sensação de desconforto ou peso. Nos homens, é visto como uma protuberância no reto ou um desejo de esvaziar a bexiga, embora não haja necessidade objetiva de fazê-lo.
  • Dor na bexiga, intestino ou costas perto da área do assoalho pélvico ao fazer exercícios musculares do assoalho pélvico ou durante a relação sexual.

Como fazer fisioterapia do assoalho pélvico?

Qualquer tratamento começa com o diagnóstico dos distúrbios: avalia-se o estado e a força dos músculos do assoalho pélvico, determina-se se há sintomas e se estão relacionados à disfunção do assoalho pélvico. Se a conexão for estabelecida, um conjunto de medidas terapêuticas individualizadas é desenvolvido para restaurar músculos e dispositivos ligamentares. O médico também ensina ao paciente exercícios de Kegel, que podem ser realizados de forma independente em casa para fortalecer os músculos enfraquecidos e relaxar os espasmos. 

Biofeedback

A terapia de biofeedback é realizada em uma máquina especial. A terapia de biofeedback é recomendada para o tratamento de todos os tipos de incontinência urinária, incontinência fecal, prolapso da parede vaginal, dor pélvica crônica e distúrbios sexuais.

O biofeedback é uma forma intensiva de terapia do assoalho pélvico realizada semanalmente em ambiente médico por equipe médica especialmente treinada, em combinação com exercícios de Kegel em casa. Durante a terapia de biofeedback, um sensor especial é inserido na vagina ou no reto e os eletrodos são fixados na área da parede abdominal anterior. Esses eletrodos captam sinais elétricos dos músculos. O paciente deve contrair e relaxar os músculos ao comando do médico. Os sinais elétricos são exibidos na tela do computador. Graças a este programa, o paciente entende quais músculos do assoalho pélvico precisam ser contraídos 

Muitos estudos médicos demonstraram melhorias significativas na retenção urinária em pacientes com distúrbios neurológicos, bem como em pacientes mais velhos. 

Eletroestimulação

A eletroestimulação é o tipo mais sofisticado de terapia de feedback que visa restaurar os músculos do assoalho pélvico. Esta fisioterapia visa estimular os músculos que levantam o ânus. Quando os músculos são estimulados com impulsos elétricos, os músculos do lado esquerdo e o esfíncter da bexiga se contraem, e a contração da bexiga é inibida. A estimulação elétrica pode ser usada em conjunto com terapia de feedback ou exercícios de Kegel 

A eletroestimulação é um método eficaz de tratamento da incontinência urinária induzida por tensão e de formas mistas de incontinência urinária e enfraquecimento dos músculos do assoalho pélvico. Para mulheres que sofrem de incontinência peremptória, a eletroestimulação ajuda a relaxar a bexiga e a reduzir o grau de contração descontrolada do detrusor (músculo da bexiga).

A eletroestimulação também é altamente eficaz no tratamento de pacientes com distúrbios urinários neurogênicos. O maior efeito é alcançado combinando o tratamento com eletroestimulação e terapia de feedback. Contudo, um efeito significativo ocorre após um mínimo de quatro semanas de tratamento, e os pacientes devem continuar a realizar exercícios de Kegel em casa.

Treinamento de bexiga 

Este método de terapia é mais frequentemente utilizado para tratar mulheres ativas com sintomas de incontinência urinária e hipersensibilidade da bexiga, a chamada urgência. A essência do treinamento da bexiga é que o paciente deve aprender a tolerar falsas vontades de urinar com a bexiga vazia ou mal cheia e a urinar por hora. O treinamento também envolve seguir certas regras sobre dieta e ingestão de líquidos. É utilizada uma técnica especial de relaxamento, que ajuda a resistir e retardar o falso desejo. O objetivo do treinamento é que o paciente consiga tolerar um período de 2 a 3 horas entre as idas ao banheiro.

Além do exposto, diversos métodos, com o desenvolvimento da medicina e da tecnologia. Atualmente existe um novo tipo de equipamento – plataforma de vibração sônica , que é uma cadeira para assoalho pélvico. Sua plataforma vibratória sônica é capaz de regenerar músculos degenerados, proporcionando total controle e alongamento muscular. Tem um grande efeito na prevenção e melhoria da infiltração do trato urinário, micção, incontinência urinária e hiperplasia prostática benigna.

prev.
How to Choose a Massage Chair?
How to Make a Massage Table Comfortable?
Próximo
Recomendado para você
Aplicação: Hospital Domiciliar Capacidade: única pessoa Função: recuperar Material da cabine: TPU Tamanho da cabine: Φ80cm*200cm pode ser personalizado Cor: cor branca meio pressurizado: ar Pureza do concentrador de oxigênio: cerca de 96% Fluxo de ar máximo: 120L/min Fluxo de oxigênio: 15L/min
Aplicação: Hospital/Casa Função: Tratamento/Saúde/Resgate Material da cabine: material composto de metal de camada dupla + decoração suave interior Tamanho da cabine: 2.000 mm (L) * 1.700 mm (L) * 1.800 mm (A) Tamanho da porta: 550 mm (largura) * 1490 mm (altura) Configuração da cabine: Sofá de ajuste manual, garrafa de umidificação, máscara de oxigênio, sucção nasal, ar condicionado (opcional) Pureza do oxigênio da concentração de oxigênio: cerca de 96% Ruído de trabalho:<30db Temperatura na cabine:Temperatura ambiente +3°C (sem ar condicionado) Instalações de segurança:Válvula de segurança manual, válvula de segurança automática Área útil: 1,54㎡ Peso da cabine: 788kg Pressão do piso: 511,6kg/㎡
Aplicação: Hospital Domiciliar Capacidade: pessoas solteiras Função: recuperar Material: material da cabine: TPU Tamanho da cabine: 1700*910*1300mm Cor: a cor original é branca, a capa de pano personalizada está disponível Potência: 700W meio pressurizado: ar Pressão de saída:<400mbar@60L/min Pressão máxima de trabalho: 30Kpa Pureza de oxigênio dentro: 26% Fluxo de ar máximo: 130L/min Fluxo de ar mínimo: 60L/min
Utilizando uma mistura de vibrações sônicas em frequências variadas e tecnologia de hipertermia no infravermelho distante, a Sauna Vibratória Sônica oferece terapia de reabilitação abrangente e multifrequencial para recuperação esportiva dos pacientes.
Utilizando uma mistura de vibrações sônicas em frequências variadas e tecnologia de hipertermia no infravermelho distante, a Sauna Vibratória Sônica oferece terapia de reabilitação abrangente e multifrequencial para recuperação esportiva dos pacientes.
sem dados
Entrar em contato conosco
Guangzhou Dida Technology Co., Ltd. é uma empresa investida pela Zhenglin Pharmaceutical, dedicada à pesquisa.
+ 86 19926035851
24 horas por dia
      
Entre em contato conosco
Pessoa de contato: Eric Chen
WhatsApp: +86 199 2603 5851
E-mail: contato @didahealthy.com
Adicionar:
Piso 13, Torre Oeste da Cidade Inteligente de Guomei, No.33 Juxin Street, Distrito de Haizhu, Guangzhou China
Direitos autorais © 2023 Guangzhou Dida Technology Co., Ltd. - didahealthy.com | Mapa do site
Customer service
detect